Dólar dispara com temores sobre Trump e Temer

SÃO PAULO, 10 NOV (ANSA) - O dólar comercial fechou esta quinta-feira (10) com alta de 4,73%, cotado a R$ 3,36. Embora tenha chegado a superar o patamar dos 5% durante o dia, a valorização é a maior registrada em mais de oito anos.   


A alta da moeda norte-americana foi motivada pela eleição do republicano Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos e pela perspectiva de que o Federal Reserve (banco central dos EUA) aumente os juros básicos do país em sua próxima reunião.   


O mercado já trabalhava com a expectativa de que o Fed elevará as taxas em breve, mas o crescimento pode ser maior do que o esperado para contrabalançar uma eventual política expansionista do presidente eleito.   


Outro fator que influenciou o dólar foram as preocupações quanto ao futuro de Michel Temer, após a defesa da ex-presidente Dilma ter enviado documentos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dizendo que a empreiteira Andrade Gutierrez, alvo da Lava Jato, doou R$ 1 milhão à chapa dos dois em 2014 por meio do PMDB. Já o índice Ibovespa registrou queda de 2,57%, chegando à casa dos 61.630 pontos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos