Pesqueiros italianos são apreendidos por Marinha do Egito

ROMA, 10 NOV (ANSA) - Dois pesqueiros italianos foram apreendidos na noite de ontem (9) e obrigados a atracarem no porto de Alexandria, no Egito. A embaixada da Itália no Cairo está acompanhando o caso com um enviado especial para o local. Os pesqueiros sequestrados, Ghibli e Giulia PG, são de uma companhia de Mazara del Vallo, na Sicília. Em cada barco, estariam sete pessoas, sendo quatro italianos e três tunisianos.   

Os comandantes são Faro Licavoli e Michele Gennaro.   

As duas embarcações foram protagonistas, em 2008, de um difícil resgate de 650 imigrantes que tentavam chegar à ilha de Lampedusa. "A apreensão ocorreu por volta das 22h de ontem, a cerca de 28 milhas da costa egípcia, em águas internacionais", disse Giovanni Tumbiolo, presidente do Distrito Produtivo de Pesca e do Crescimento Azul, Giovanni Tumbiolo, entidade que reúne empresas do sistema produtivo marítimo. "Os barcos pescavam com redes a uma profundidade de cerca de 600 metros quando receberam uma intimação da Marinha do Egito.   

Alguns homens subiram a bordo e pediram que os pesqueiros se dirigissem a Alexandria, onde chegaram às 4h30", disse Tumbiolo.   

O Ghibli já tinha sido apreendido pelas autoridades do Egito há quato anos, quando sofreu um sequestro relâmpago. Já o navio Giulia PG foi apreendido em outubro de 2003, junto com o barco Daniela L, por milícias de Bengazi, na Líbia. O Daniela L ainda está sob poder dos líbios, mas o Giulia conseguiu ser resgatado após dois processos e pagamento de resgate. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos