Celebrações pelo mundo marcam os 98 anos do fim da 1ª GM

SÃO PAULO, 11 NOV (ANSA) - Diversas celebrações ao redor do mundo marcaram os 98 anos do fim da Primeira Guerra Mundial, encerrada em 11 de novembro de 1918. Chamado de "Dia do Armistício" (ou "Remembrance Day"), ele é celebrado neste dia por essa ser a data em que foi assinado um acordo de paz entre os Aliados e o Império Alemão.   

O horário em que a paz devia entrar em vigor era, exatamente, 11 horas. Apesar do documento ter sido assinado em novembro, ele é apenas simbólico, já que a Guerra continuou a existir em partes da Rússia e do Império Otomano.   

Na Grã-Bretanha, é uma tradição fazer dois minutos de silêncio pontualmente às 11h do dia 11 do 11º mês do ano para lembrar as vítimas da Primeira Guerra Mundial. Mas, a maior parte das celebrações é realizada no segundo domingo do mês, ou seja, no dia 13 deste ano, para permitir que todos os britânicos consigam fazer alguma homenagem àqueles que partiram.   

Em outros países, como França, Canadá, Estados Unidos e Austrália, é feito um minuto de silêncio no mesmo horário para lembrar as vítimas da maior guerra registrada até a década de 1920. Diversos monumentos pelo mundo também foram iluminados com imagens de "papoula", a flor símbolo do dia da paz. A planta foi escolhida porque ela começou a brotar nas trincheiras após o fim da guerra.   

A questão da flor de papoula, que é utilizada para fabricar ópio, também causou um problema no futebol. Inglaterra, Escócia e País de Gales queriam usar uma flor em seus uniformes nas partidas válidas pelas Eliminatórias europeias para a Copa do Mundo, mas a Fifa proibiu a manifestação.   

A decisão da entidade máxima do futebol causou protestos por parte dos britânicos - até da premier Theresa May - que afirmam que usarão o símbolo na partida. Já Gales divulgou nesta quinta-feira (10) que desistiu de fazer a homenagem.   

- A Primeira Guerra Mundial: Iniciada em 28 de julho de 1914, com o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando em Sarajevo, a Primeira Guerra Mundial durou até 1918 e deixou entre 9 e 20 milhões de mortos e outros 30 milhões de feridos.   

O conflito teve enormes reflexos nas sociedades, especialmente europeias, com punições graves - tanto econômicas quanto territoriais - que acabaram levando o continente à Segunda Guerra Mundial, após o surgimento e o fortalecimento de Adolf Hitler e do nazismo. O chefe do Terceiro Reich, inclusive, esteve na guerra e alimentou o ódio dos cidadãos que se consideravam "traídos" pelos acordos assinados pelo então governo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos