Premier italiano nega aumento de impostos sobre Airbnb

ROMA, 12 NOV (ANSA) - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, negou neste sábado (12) que seu governo aumentará os impostos sobre o serviço de hospedagens Airbnb.   

A declaração foi dada um dia depois de a Comissão de Finanças da Câmara dos Deputados ter aprovado a criação de uma taxa automática de 21% sobre o aluguel por curto período de imóveis de pessoas físicas ou situados fora do sistema hoteleiro.   

O alvo da medida era justamente o Airbnb, que ganhou espaço no mundo inteiro oferecendo hospedagens mais baratas e negociadas diretamente com os donos das residências. A emenda havia sido apresentada pelo centro-esquerdista Partido Democrático (PD), liderado por Renzi.   

"Nenhum novo imposto no orçamento, nenhum. Nem mesmo sobre o Airbnb. Enquanto eu for premier, as taxas serão reduzidas, não aumentadas", escreveu o primeiro-ministro no Twitter. Existe uma pressão na Itália para aumentar a taxação sobre serviços de intermediação de hospedagens, tal qual ocorreu com o aplicativo de transporte Uber. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos