Economia italiana volta a crescer no 3º trimestre

ROMA, 15 NOV (ANSA) - O Produto Interno Bruto (PIB) da Itália cresceu 0,3% no terceiro trimestre de 2016 em comparação com os três meses anteriores, segundo os dados preliminares divulgados pelo Instituto de Estatísticas Italiano (Istat) nesta terça-feira (15).   

No segundo trimestre, o crescimento ficou estagnado em zero porcento. Já quando a comparação é com o mesmo período de 2015, a alta foi de 0,9%. No ano, os dados apresentados pelo Istat apresentam um crescimento de 0,8%, em linha com o que o governo italiano prevê para este ano.   

Segundo relatório do instituto, o aumento conjuntural do PIB pode ser sintetizado pela alta no valor composto de setores industriais e de serviços, mas com uma leve retração nos números da agricultura.   

"Com as reformas, o PIB aumenta, já sem as reformas aumenta o spread. Vamos adiante, a Itália tem direito ao futuro", escreveu o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, sobre os resultados.   

O ministro da Economia, Pier Carlo Padoan, ressaltou que os dados "confirmam que a economia está na estrada correta e as estimativas de crescimento são confiáveis - mas é preciso acelerar".   

Já na Europa, segundo dados do instituto europeu de estatísticas, Eurostat, a Alemanha apresentou resultado abaixo do esperado, com alta de apenas 0,2%. Mas, como bloco, o crescimento foi estável.   

No terceiro trimestre, houve alta de 0,3% na economia dos países da eurozona em relação ao mesmo período anterior e de 0,4% no conjunto dos 28 países da União Europeia. Em relação ao mesmo período de 2015, houve alta de 1,6% na zona do euro e de 1,8% na UE. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos