Governo italiano usará futebol para fazer diplomacia

ROMA, 16 NOV (ANSA) - O futebol como meio para a diplomacia.   


Esta é a ideia de um acordo assinado ontem (15) entre o Ministério das Relações Exteriores da Itália e a Federação Italiana de Futebol (FIGC).   


Assinado em Milão, o texto prevê quatro pontos de colaboração internacional através dos quais a Farnesina usará o futebol para abrir portas culturais e comerciais. Com o acordo, o Ministério apoiará as candidaturas da Itália para sediar eventos de futebol, valorizará a seleção italiana de futebol e seus campeões, apoiará projetos de formação e atualização profissional de técnicos e dirigentes em favor das comunidades italianas jovens no exterior, e promoverá formação esportiva em outros países como instrumento de cooperação bilateral e multilateral. Será criado um grupo permanente de trabalho para determinar as ações que serão realizadas no exterior, assim como seus cronogramas. "O esporte sempre foi fator de paz e de diálogo entre as culturas, alé de elemento de prestígio e veiculação da identidade italiana", disse o diretor geral para a Promoção do Sistema País da Farnesina, Vincenzo de Luca. "Através do futebol, também poderemos fortalecer nossa penetração comercial, além da cultural. A partir de agora, estaremos com a FIGC, diplomacia e futebol, para criar um time no mundo", destacou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos