Rússia bloqueia rede social Linkedin no país

MOSCOU, 17 NOV (ANSA) - O órgão estatal regulador de comunicações da Rússia ordenou nesta quinta-feira (17) o bloqueio do Linkedin, após a Justiça ter dito que a rede social norte-americana violou leis de armazenamento de dados do país. O site, que permite estabelecer contatos profissionais e procurar emprego, tem mais de 6 milhões de usuários na Rússia e é a primeira rede social a ser bloqueada pelas autoridades de Moscou. "O site Linkedin foi adicionado a um registro de infratores e submetido ao bloqueio por provedores de internet", escreveu o órgão em comunicado.   

A legislação russa determina que os sites que armazenam dados pessoais de cidadãos do país o façam em servidores locais, o que o Linkedin não teria feito, segundo Moscou. De acordo com o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a decisão é legal e o presidente Vladimir Putin não planeja intervir no caso. Ele afirmou também que o governo não está preocupado que o episódio alimente temores sobre censura na Rússia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos