COP22 define 2018 como ano para monitorar Acordo de Paris

ROMA, 19 NOV (ANSA) - Encerrada nesta sexta-feira (18), a 22ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP22) definiu um plano de ação para implantar e monitorar o Acordo de Paris até dezembro de 2018.   

Nos debates realizados em Marrakech, no Marrocos, os líderes mundiais decidiram que o novo regulamento deverá estabelecer os índices que as 196 nações que firmaram o pacto deverão usar para monitorar os seus esforços na redução da emissão dos gases de efeito estufa.   

Segundo os representantes, o que foi apresentado até agora foi "insuficiente" para atingir o objetivo de não elevar em mais de dois graus a temperatura do planeta.   

O documento final ainda prevê a instituição do "Green Climate Fund" até 2020. Esse fundo irá ajudar os países em via de desenvolvimento na luta para o aquecimento global.   

O órgão foi o ponto mais complicado da negociação, já que estima disponibilizar até US$ 100 bilhões por ano e, o documento final aprovado atrasa, mais uma vez, o início da operação. Isso porque as nações que vão doar o dinheiro querem controlar como esse montante será gasto pelos países mais pobres, mas estes últimos não aceitam interferências externas em suas despesas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos