Governo da Itália enviará 150 militares do Exército a Milão

MILÃO, 19 NOV (ANSA) - O ministro italiano do Interior, Angelino Alfano, confirmou neste sábado (19) que o governo do país enviará mais 150 militares do Exército para a cidade de Milão para reforçar a segurança local, conforme o prefeito Giuseppe Sala havia solicitado.   

A confirmação do envio ocorreu após uma reunião entre o ministro e o prefeito no Palazzo Marino. "Nós mandaremos os 150 militares para apoiar as forças de ordem, que já operam em níveis excelentes. Quando me tornei ministro, os militares destacados eram 400. Nosso objetivo agora é dobrar esse número", disse Alfano em coletiva.   

Segundo Sala, há um crescente números de crimes na cidade e, por isso, ele solicitou que os militares fossem enviados para ajudar na segurança local após o fim do Jubileu católico, convocado pelo papa Francisco, que reforçou o esquema de proteção a Roma.   

Alfano ainda destacou que o governo ajudará na questão dos imigrantes que chegam às periferias da cidade - e aumentam a tensão entre moradores e estrangeiros.   

"Milão já fez sua parte. Atingiu sua cota [de imigrantes] e como haverá uma queda nas chegadas, por causa do inverno, é presumível que haverá uma pausa na chegada de imigrantes. O peso da imigração é sentido, sobretudo, porque há cidades que não aceitam as chegadas, deixando o peso da emergência sobre os outros. Buscaremos fazer com que todos colaboram", ressaltou o ministro. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos