Em entrevista, Trump diz que pode considerar Acordo de Paris

NOVA YORK, 22 NOV (ANSA) - Em sua primeira entrevista ao jornal "The New York Times" após ser eleito presidente dos Estados Unidos, Donald Trump afirmou ter uma "mente aberta" sobre as questões relacionadas às mudanças climáticas.   

"Eu acredito que as mudanças climáticas estejam ligadas, de alguma maneira, às atitudes humanas. Há uma correlação", disse aos jornalistas ao ser questionado sobre sua postura polêmica sobre o tema.   

Durante a campanha eleitoral, Trump atacou duramente o Acordo de Paris sobre o clima e disse que usaria o dinheiro destinado ao combate às mudanças climáticas para incentivar as indústrias norte-americanas. O magnata ainda afirmou que o aquecimento global era algo inventado por chineses para frear a economia dos Estados Unidos.   

Sobre o Acordo, Trump afirmou que "tem a mente aberta" e que "vai olhar para ele de maneira muito aprofundada", sem sinalizar que manterá seu discurso de campanha de abandonar o documento.   

O novo presidente ainda repercutiu a informação que tinha dado anteriormente de que não iria processar Hillary Clinton pelo caso dos e-mails enviados de um servidor particular.   

Segundo o magnata, "eu não quero machucar os Clintons, eu realmente não quero". "Ela passou por muita coisa e sofreu de muitas maneiras diferentes", acrescentou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos