Itália dará mil euros para famílias com crianças doentes

ROMA, 22 NOV (ANSA) - O governo da Itália irá dar uma ajuda financeira de mil euros (R$ 3,5 mil) por ano para as famílias que têm crianças, de até três anos, que sofrem com alguma doença crônica.   

O texto da emenda foi incluído nesta terça-feira (22) na chamada "manobra" da Lei Orçamentária e aprovado pela Comissão que analisa a medida na Câmara dos Deputados.   

Segundo o documento, o valor deverá ser pago como "forma de dar apoio às pessoas da mesma residência em favor das crianças com menos de três anos que são afetadas por graves patologias crônicas".   

Anteriormente, a medida só previa a ajuda de mil euros por ano para os pais que matriculassem seus filhos em creches e escolas infantis. A emenda aprovada hoje ainda aumentou a cobrança para os genitores que agora, além de enviar o registro de matrícula dos filhos, precisarão mostrar os comprovantes dos pagamentos feitos às instituições.   

Entre as novidades, também há a criação de um Fundo de Apoio à Natalidade, que deve garantir o acesso ao crédito para as famílias com um ou mais filhos sejam naturais ou adotados. O fundo, que entrará em funcionamento em 1º de janeiro de 2017, tem um orçamento de 14 milhões de euros para o ano que vem, de 24 milhões de euros em 2018, de 23 milhões de euros em 2019, de 13 milhões de euros em 2020 e de 6 milhões de euros em 2021.   

As medidas fazem parte de uma série de ações do governo para incentivar o aumento da natalidade na Itália, já que o país vem registrando, consecutivamente, índices muito baixos de nascimento. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos