Presidente da Itália visita áreas afetadas por terremotos

USSITA E PRECI, 25 NOV (ANSA) - O presidente da Itália, Sergio Mattarella, visitou nesta sexta-feira (25) as cidades de Ussita, Preci e Norcia que foram recentemente afetadas por uma série de terremotos. A agenda do mandatário incluía também Amatrice, mas a etapa foi cancelada por causa da forte onda de mau tempoque atinge a Itália.   

"Sejam fortes. Não vos abandonaremos e vamos reconstruir tudo", disse Mattarella aos moradores de Ussita assim que chegou à cidade. Um dos idosos que estavam no local disse para o mandatário, com lágrimas nos olhos, que "agora não tenho mais nada além do orgulho de ser italiano". O chefe de Estado deu particular atenção ao senhor e pediu que ele fosse forte.   

O prefeito local, Marco Rinaldi, agradeceu a visita do mandatário e disse que "o presidente demonstrou uma sensibilidade e uma humanidade inacreditáveis".   

Já em Preci, Mattarella também se encontrou com moradores e voltou a pedir coragem. Dessa vez, uma idosa de 85 anos foi quem teve mais a atenção do líder político. "Disse ao presidente que estou sem coragem porque, dessa vez, precisaremos de muito tempo para colocar tudo no lugar. Estamos destruídos. O presidente, no entanto, me reconfortou", disse Francesca.   

Em Norcia, Mattarella visitou uma escola que está lecionando as aulas em uma estrutura improvisada. "A reconstrução e o futuro estão em suas mãos", disse aos alunos que ficaram visivelmente emocionados com a visita.   

O prefeito de Norcia, Nicola Alemanno, afirmou que a presença do líder político "é o testemunho de que a reconstrução está começando e será completada". "O presidente quis cumprimentar os jovens depois de ter visitado um empresa em Perci porque, para ele, escola e trabalho são os pilares fundamentais da comunidade", acrescentou Alemanno.   

As cidades visitadas por Mattarella, assim como Amatrice, foram as mais afetadas pelos terremotos iniciados no dia 24 de agosto.   

Na cidade famosa pela "pasta all'amatriciana", foram registradas quase 240 das 299 mortes pelo tremor daquele dia. Já nos terremotos de outubro e novembro, não foram registrados falecimentos, mas as cidades ficaram profundamente danificadas.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos