Em vídeo,italiano sequestrado na Síria pede ajuda ao governo

BEIRUTE, 29 NOV (ANSA) - Um vídeo divulgado na internet pelo portal russo "Newsfront" mostra um italiano, identificado como Sergio Zanotti, pedindo ajuda ao governo de Roma ao dizer que é refém de um grupo criminoso na Síria.   

"Me chamo Sergio Zanotti e há sete meses sou prisioneiro aqui na Síria. Imploro ao governo italiano para intervir no meu caso antes de uma eventual execução", diz o italiano. Ele aparece de joelhos, vestindo uma tradicional roupa da região e segurando um cartaz com a data 15 de novembro de 2016. Atrás dele, um homem todo vestido de preto, com um capuz no rosto e um fuzil em mãos.   

Em uma foto obtida pelo portal, há a imagem do passaporte de Zanotti e é possível ver que ele nasceu em 23 de fevereiro de 1960 em Marone, na província de Brescia, que fica na região norte da Itália.   

Segundo fontes da unidade de crise do Ministério das Relações Exteriores da Itália (Farnesina), as autoridades do país já sabiam do vídeo há alguns dias e estão seguindo o caso. Eles já teriam entrado em contato com a ex-esposa e a filha do italiano.   

Até o momento, os investigadores estão reconstruindo toda a trajetória do homem e teriam confirmado que, há alguns meses, Zanotti partiu para a Turquia e, de lá, não mandou mais notícias. Até o momento, não se sabe se o caso está ligado a algum grupo terrorista ou a organizações criminosas que atuam em determinadas partes do território sírio. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos