Bombeiro diz que havia 10 sobreviventes em avião da Chape

SÃO PAULO, 30 NOV (ANSA) - Em entrevista à "Blu Rádio", Juan Diego Gómez, um dos bombeiros que trabalhou no resgate das vítimas da queda do avião que levava a Chapecoense para a Colômbia, informou que mais pessoas haviam sobrevivido à queda - mas não resistiram aos ferimentos.   


Segundo Gómez, 10 pessoas foram socorridas, mas apenas sete conseguiram ser levadas para hospitais da região. Uma dessas pessoas, era um membro da comissão técnica, que não teve o nome revelado, e o piloto, Miguel Luis Quiroga. "Eu pude resgatar Miguel Luis, mas ele logo faleceu", contou o bombeiro.   


Das sete pessoas salvas dos impacto, seis ainda estão hospitalizadas. O goleiro Danilo chegou a ficar algumas horas no centro médico, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. O resgatista ainda informou que um menino de "cerca de 15 anos que nos guiou" até o lugar do acidente e que um jovem ajudou nos resgates. "Quando chegamos, o menino não estava e quando começamos a resgatar os corpos, ele apareceu", disse Gómez.   


Agora, a imprensa local tenta saber quem era o menino que ajudou os socorristas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos