Desemprego entre jovens na Itália é o menor desde 2012

ROMA, 1 DEZ (ANSA) - A taxa de desemprego na Itália voltou a apresentar queda no mês de outubro e fechou o período em 11,6%, informou o Instituto Italiano de Estatísticas (Istat) nesta quinta-feira (1). A queda de 0,1% nos dados de setembro se deve, também, pelo aumento no número de pessoas inativas (aquelas que não procuram emprego), que subiu 0,2% no mês, chegando a 35,1%.   

O Istat ainda informou que o número de ocupados apresentou uma "leve" queda, de 0,1%, na comparação com setembro, diminuindo em cerca de 30 mil postos de trabalho. No entanto, quando a comparação é feita com outubro do ano passado, "confirma-se a tendência de aumento no número de ocupados", com uma taxa 0,8% superior àquela registrada há 12 meses.   

A maior queda nos números do desemprego, no entanto, ocorreu entre os jovens que têm entre 15 e 24 anos. Segundo o Istat, são 36,4% das pessoas nessa faixa etária desempregadas, o menor índice registrado para outubro desde 2012, e uma redução de 0,4% na comparação com os números de setembro.   

- Crescimento na economia: O Istat divulgou nesta quinta-feira a confirmação de que o Produto Interno Bruto (PIB) da Itália cresceu 0,3% no terceiro trimestre. Os dados corrigidos por efeitos de calendário e dessazonalização, confirmou ainda o crescimento de 1% da economia do país em 2016. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos