Homem executado há 21 anos é declarado inocente na China

PEQUIM, 2 DEZ (ANSA) - O Tribunal Popular Supremo da China revogou a condenação de um homem executado há 21 anos nesta sexta-feira (2). Nie Shubin era acusado de estupro e assassinato de uma mulher no província de Hebei, no norte do país.   

O chinês foi executado em 1995, com 21 anos. No entanto, o caso foi reaberto em 2005, quando um homem, identificado como Wang Shujin, confessou que havia cometido o crime.   

Desta forma, em 2014, o Supremo decidiu revisar a condenação e apenas hoje declarou Shubin inocente. "As evidências utilizadas para condenar Nie não eram suficientes, nem precisas, e não reúnem as condições para uma condenação", disse o tribunal chinês em comunicado.   

A decisão da justiça foi recebida com agrado e amargura pela família. "Estou contente. Esperei muito tempo por este dia. Mas chegou tarde demais", afirmou a mãe de Nie a um jornal local.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos