Ministro do Interior diz que voto no referendo será 'seguro'

ROMA, 2 DEZ (ANSA) - O ministro do Interior da Itália, Angelino Alfano, garantiu nesta sexta-feira (2) que o referendo constitucional do próximo domingo (4) será seguro tanto na questão que envolve a idoneidade do processo como na questão da segurança dos eleitores.   

"Somos um grande país e como todos os grandes países garantimos a regularidade do voto e, ao mesmo tempo, sabemos que depois que os votos ocorrem, aparecem polêmicas. Estamos trabalhando para garantir que nada [de irregular] aconteça", disse Alfano durante um Fórum promovido pela ANSA.   

Os opositores do governo de Matteo Renzi soltaram diversas acusações de que os votos dos italianos que moram no exterior teriam "problemas" e que entrariam com um pedido de impugnação caso esses votos sejam decisivos para o resultado.   

Já na questão da segurança nacional, o ministro foi questionado sobre um novo alerta do Serviço Europeu de Polícia (Europol) para possíveis ataques terroristas na Europa com carros-bomba.   

"São perguntas da mais alta cautela e prudência. Trabalhamos dia e noite com as nossas forças de segurança e a minha resposta é que esse não é um dia com alerta mais alto do que os outros.   

Somos um país exposto como todos os outros países que, desde as Torres Gêmeas até hoje, compõem a coalizão antiterrorismo e, até aqui, a prevenção funcionou", destacou Alfano.   

No domingo, os italianos de todo o país irão às urnas para votar "sim" ou "não" em um referendo constitucional que, entre outros pontos, altera profundamente o sistema político italiano diminuindo o papel da figura do Senado. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos