Em audiência, Papa cobra novos modelos econômicos

VATICANO, 03 DEZ (ANSA) - O papa Francisco alertou empresários neste sábado (3) sobre a urgência de se "criar novos modelos econômicos, mais inclusivos e justos", durante encontro promovido pela revista "Time" em Roma.   

Na audiência, Jorge Bergoglio disse que a "renovação, a purificação e o fortalecimento" de modelos econômicos sólidos dependem da "conversão pessoal e generosidade" de cada um em relação às pessoas mais necessitadas.   

O líder da Igreja Católica recebeu cerca de 400 empresários na reunião, que teve como tema "O Desafio do Século 21: Criar um novo Pacto Social", Francisco afirmou que esse assunto "é muito oportuno" porque "ninguém está excluído da participação na sociedade".   

Além disso, ressaltou que o "nosso mundo de hoje é marcado por grandes preocupações". "A desigualdade entre os povos continua a crescer, e muitas comunidades são atingidas diretamente pela guerra e pobreza e são forçadas a se deslocarem", disse.   

O Papa exigiu novamente que a dignidade de uma pessoa seja colocada no centro das instituições e dos modelos econômicos, além de uma atenção especial aos pobres e refugiados. "Quando ignoramos os gritos de tantos irmãos e irmãs em todo o mundo, não lhes negamos apenas os seus direitos e valores dados por Deus, mas também rejeitamos sua sabedoria e os impedimos de oferecer talentos, tradições e cultura", completou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos