Casa Branca tenta tranquilizar China após ligação de Trump

SÃO PAULO, 6 DEZ (ANSA) - A Casa Branca está tentando tranquilizar a China após o recém-eleito presidente Donald Trump criar um incidente diplomático ao telefonar para líderes de Taiwan, país considerado uma província rebelde e separatista por Pequim. Um presidente norte-americano não falava com Taiwan desde 1979 e a China evita todos os comentários relacionados ao país. De acordo com jornais norte-americanos, Trump ligou para a presidente de Taiwan, Tsai Ing-Wen, para demonstrar uma mudança na política de Washington. Mas o Ministério das Relações Exteriores de Pequim afirma que os EUA precisam reconhecer a China como um território único. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos