Obama telefona para Renzi e agradece por amizade e parceria

NOVA YORK, 6 DEZ (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, telefonou nesta terça-feira (6) para o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, após o pedido de renúncia do premier.   

Segundo nota divulgada pela Casa Branca, Obama "agradeceu pela próxima amizade e parceria que os líderes tiveram durante o governo do primeiro-ministro" e os dois discutiram os efeitos na Itália da situação pós-referendo constitucional.   

"O presidente enfatizou que a Itália irá permanecer um dos mais próximos e fortes aliados dos Estados Unidos e um indispensável parceiro, já que a nossa relação é baseada em uma história compartilhada, com valores comuns e objetivos semelhantes em uma ampla escala de problemas globais, desde as mudanças climáticas até a crise de refugiados", emitiu em nota a Casa Branca.   

Obama e Renzi mantiveram boas relações durante o governo de ambos e sempre mostraram um posicionamento similar em diversas questões mundiais importantes. O italiano, inclusive, foi o último convidado do presidente norte-americano para um jantar de gala na Casa Branca, em evento realizado em outubro.   

Na oportunidade, o democrata demonstrou todo seu apoio à reforma constitucional de Renzi, que foi rejeitada por quase 60% da população italiana no referendo do último domingo (4). Por causa da derrota nas urnas, o premier anunciou sua renúncia - que foi adiada em alguns dias após pedido do presidente Sergio Mattarella. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos