Secretário de Estado do Vaticano pede união na Itália

ROMA, 6 DEZ (ANSA) - O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, pediu que os italianos e seus governantes tenham "um grande senso de responsabilidade" e "busquem a unidade na diversidade para construir o bem comum" após a realização do referendo constitucional do último domingo (4).   

Em entrevista para a "Rádio Vaticana", Parolin destacou que a Santa Sé acompanha a situação no país "com preocupação, mas com a certeza de que a Itália tem os recursos humanos, espirituais e culturais para enfrentar essa nova fase e encontrar soluções".   

Sem falar especificamente do pedido de renúncia do primeiro-ministro, Matteo Renzi, o secretário de Estado fez um apelo para que quem estiver no poder "tenha atenção aos problemas das pessoas e escute os cidadãos". "Acredito que isso é uma coisa que falta", acrescentou o cardeal.   

No último domingo (4), quase 60% dos italianos optaram por rejeitar uma reforma constitucional proposta por Renzi, que causaria uma profunda mudança na Constituição do país. Por causa disso, o premier anunciou seu pedido de renúncia.   

Mas, ao entregar a solicitação formal ao presidente da Itália, Sergio Mattarella, o mandatário pediu que ele permanecesse por mais alguns dias no cargo para aprovar o Orçamento do ano que vem. No entanto, a renúncia formal de Renzi deve ocorrer ainda nesta semana. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos