Explosão em catedral copta no Egito deixa mortos e feridos

CAIRO, 11 DEZ (ANSA) - Uma forte explosão perto da catedral copta do Cairo, no Egito, provocou a morte de ao menos 25 pessoas e deixou 35 feridas neste domingo (11), data em que é comemorado o "Moulid el Nabi", celebração pelo nascimento do profeta Maomé.   

De acordo com testemunhas, a explosão ocorreu durante a celebração de uma missa na catedral, localizada no bairro de Abbasseya.   

Agentes da polícia do Egito disseram que foram usados cerca de 12 quilos de trinitrotolueno, um material explosivo, para provocar o atentado. A zona mais atingida pela explosão foi a capela de São Pedro e Paulo, (El Boutroseya) que fica dentro da Catedral Copta de São Marco. O papa Francisco recebeu a notícia do ataque e aproveitou a celebração dominical do Angelus, no Vaticano, para lamentar o ocorrido. O líder católico disse que "reza pelos mortos e feridos" e que se mantém próximo do papa Tawadros II, líder da Igreja Ortodoxa Copta e o qual interrompeu sua viagem à Grécia para voltar ao Egito. O presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, condenou o atentado terrorista e declarou três dias de luto nacional. "Este terrorismo aponta contra a pátria, contra os muçulmanos, contra os coptas", criticou, prometendo levar à Justiça todos os envolvidos no ataque. O atentado de hoje contra a capela São Pedro e Paulo, anexa à Catedral de São Marco, é o segundo contra uma igreja copta do Egito, após o de 31 de dezembro de 2010, contra a Igreja Dos Santos de Alexandria, que deixou 23 mortos e 97 feridos. A explosão deste domingo também ocorre há apenas dois dias de outro episódio de violência no Cairo, quando seis policiais foram mortos durante as orações tradicionais de sexta-feira. A ação foi assumida nas redes sociais pelo grupo Hasm, movimento ligado à Irmandade Muçulmana, organização política banida desde 2013 e considerada terrorista pelo atual governo egípcio. O ataque de hoje, porém, ainda não foi reivindicado e as autoridades não conseguiram estabelecer se há alguma relação com outros atentados ocorridos nas últimas horas em outros países muçulmanos, como a Turquia. O "Moulid el Nabi" é um data de extrema importância para o Islã e se compara ao "Natal" católico, pois marca o nascimento do profeta Maomé. O dia é celebrado com doces e comidas, principalmente para as crianças. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos