México prende sobrinho rival de traficante El Chapo

CIDADE DO MÉXICO, 10 DEZ (ANSA) - Por Marcos Romero. Alfredo Beltrán Guzmán, conhecido como "El Mochomito", sobrinho de 24 anos do famoso narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán Loera e autor do sequestro de um dos filhos do "rei das drogas", foi preso por agentes federais em Zapopan, no México. Filho de Alfredo Beltrán Leyva, o preso disputava o poder com seu tio, aproveitando sua debilidade devido a sua recaptura em 8 de janeiro deste ano, seis meses após ter fugido de um presídio de segurança máxima através de um túnel de 1,5 quilômetro de largura por 15 metros de profundidade. Beltrán, chefe do chamado "cartel dos Beltrán Leyva", que parecia ter desaparecido, mas que ressurgiu recentemente, também é acusado do assalto, em junho passado, junto a um grupo de homens à casa da mãe de "El Chapo", Consuelo Loera. O episódio desencadeou uma onda de assassinatos que ensanguentaram uma ampla região do estado de Sinaloa, local onde se encontra a "sede" da organização do famoso narcotraficante. Segundo informações oficiais, "El Mochomito" também é acusado de ter atacado um comboio militar em 30 de setembro que resultou na morte de ao menos 5 oficiais.   

Funcionários federais afirmaram que participaram da operação para prender Alfredo Beltrán, nas proximidades de Guadalajara, capital do estado mexicano de Jalisco, indivíduos da Divisão Antidrogas da Polícia Federal assim como da Marinha e do Exército. "El Mochomito" foi detido junto a quatro de seus guarda-costas na posse de uma quantidade não revelada de drogas e armas. Até o momento, não há mais informações sobre a prisão de Beltrán. No entanto, funcionários do gabinete de Segurança Nacional revelaram que a detenção aconteceu logo após uma operação realizada em Ciudad Granja, município de Zapopan, e que o grupo de elite da Polícia Federal realizou a prisão três meses depois de trabalhos da Inteligência mexicana ter encontrado o rastro do traficante. O jovem estava em uma barbearia onde aparentemente estava cortando o cabelo quando policiais entraram no local e pegaram "El Mochomito" e seus guardas de surpresa. Beltrán começou um confronto com o famoso Cartel de Sinaloa, particularmente com Aureliano Guzmán Loera, "El Guano", um dos irmãos de "El Chapo", que também disputa a liderança do grupo. A organização dos Beltrán Leyva se fortaleceu em algumas áreas do país logo após a prisão do "rei das drogas". "El Mochomito" começou a ter destaque na imprensa com o ataque à aldeia La Tuna, na cidade de Badiraguato, em Sinaloa, onde vive a mãe de "El Chapo". No entanto, o traficante conseguiu atenção internacional com o sequestro, no último dia 15 de agosto, de um dos filhos de Joaquín Guzmán, Jesús Alfredo Gusmán, junto a mais cinco pessoas em um luxuoso restaurante de Puerto Vallarta, em Jalisco. O jovem foi libertado dois dias depois, porém acredita-se que a sua soltura aconteceu em troca de uma grande quantidade de dinheiro e de acordos para facilitar algumas rotas do tráfico de drogas. O sequestro e o ataque à mãe de "El Chapo" geraram uma onda de enfrentamentos que ainda estremecem a área conhecida como "Triângulo Dourado", região agreste entre os estados de Sinaloa, Chihuahua e Durango, na qual é realizada um intenso tráfico de droga e onde estão instalados vários de laboratórios clandestinos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos