Partido de Renzi faz reunião para avaliar futuro político

ROMA, 12 DEZ (ANSA) - A direção do Partido Democrático (PD) se reunirá nesta segunda-feira (12) em meio às consultas para se formar um novo governo na Itália, após a renúncia do primeiro-ministro Matteo Renzi. Havia a possibilidade de Renzi não comparecer ao encontro do partido, que está dividido por desavenças internas criadas desde antes do referendo constitucional convocado pelo ex-premier e o qual foi o pivô de sua renúncia. Ontem, o presidente da Itália, Sergio Mattarella, convidou o ministro das Relações Exteriores, Paolo Gentiloni, para tentar formar um novo governo.   

O chanceler, que é membro do PD, representa uma continuidade do governo Renzi no que tange às propostas que ainda precisam ser aprovadas, como a polêmica lei eleitoral, mas uma mudança justamente pela saída efetiva de Renzi (já que seu nome também era "cotado" para permanecer no cargo). De acordo com fontes locais, uma minoria do PD deverá apresentar no encontro de hoje um pedido de "descontinuidade" nas ações do governo. Guiados por Roberto Speranza e Pier Luigi Bersani, os membros do partido anunciarão o apoio ao gabinete de Gentiloni, "em nome da responsabilidade com o país e com o presidente Mattarella", mas com um pedido de mudanças nas políticas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos