'Tenha cuidado com o povo de Deus', diz Damasceno a sucessor

Por Luciana Ribeiro SÃO PAULO, 12 DEZ (ANSA) - Após o papa Francisco aceitar sua renúncia, o cardeal brasileiro Raymundo Damasceno Assis se despede do cargo de arcebispo de Aparecida, em São Paulo, com sensação de dever cumprido.   


Em entrevista à ANSA, Damasceno, que encerra seu mandato em 21 de janeiro de 2017, definiu sua trajetória com sentimento de realização, além de se considerar um privilegiado por viver momentos inesquecíveis no cargo. "Saio feliz, realizado. Tenho que agradecer a Deus e ao papa Francisco, que me permitiu participar de momentos importantes como o Ano Mariano Nacional e por ter me mantido à frente da arquidiocese", disse.   


Entre as alegrias de seu ministério, dom Damasceno ressaltou a oportunidade de participar do Jubileu da Misericórdia, convocado por Jorge Mario Bergoglio. Arcebispo desde 2004, ele decidiu renunciar por motivo de idade, conforme o Direito Canônico, já que no próximo dia 15 de fevereiro de 2017 completará 80 anos.   


A partir disso, o cardeal passará a ser administrador apostólico da arquidiocese até seu sucessor, dom Orlando Brandes, tomar posse. Após esse período, Damasceno pretende voltar para Brasília, onde exercerá outras funções.   


"Eu continuo representando o Celam [Conselho Episcopal Latino-Americano]. Sou moderador desse grupo na América Latina e no Caribe. E tenho um cargo também em Roma. Em Brasília, aguardo aquilo que o arcebispo dom Sérgio Rocha decidir", afirmou ele à ANSA.   


Damasceno ainda desejou que dom Orlando, que será acolhido durante uma cerimônia eucarística, "tenha realmente um ministério muito fecundo na arquidiocese". "Ele estará à frente de uma arquidiocese muito especial, espero que tenha cuidado com o povo de Deus", afirmou.   


"Meu conselho é que o bispo de Aparecida tem que ter um coração muito grande, um coração para os fiéis da arquidiocese pela qual ele é responsável, mas sem se esquecer também da atenção e do carinho para os queridos e estimados romeiros que aqui vêm aos milhares e milhões a cada semana e que são devotos de Aparecida", acrescentou Damasceno.   


Além disso, o cardeal pediu aos fiéis que acolham com muito carinho o novo arcebispo, com a certeza de que ele dedicará o mesmo afeto a "esse povo de Deus". "Como dizia o papa Paulo VI, é uma arquidiocese pequena, porém importante e, sobretudo, muito querida pelo povo brasileiro porque é a sede do santuário da padroeira e rainha do Brasil". Brandes, que até então era arcebispo de Londrina, tem 70 anos e cuidará de um dos santuários marianos mais frequentados da América Latina. "Que dom Orlando realmente seja muito feliz aqui e que ele possa contar com minhas preces e orações. Eu tenho alegria de tê-lo como sucessor", finalizou Damasceno. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos