Reunião do Mercosul é marcada por tensão com Caracas

BUENOS AIRES, 14 DEZ (ANSA) - A reunião dos chanceleres do Mercosul foi marcada por muita tensão nesta quarta-feira (14) em Buenos Aires por causa da crise entre a Venezuela e Brasil e Argentina.   

Segundo a ministra venezuelana, Delcy Rodriguez, houve um boicote ao seu país - que foi suspenso formalmente do Mercosul. A representante de Nicolás Maduro chegou nesta manhã à capital argentina, ao lado de seu homólogo boliviano, David Choquehanca, e foi recebida pela anfitriã Susana Malcorra.   

Os dois foram encaminhados para uma sala onde iriam se encontrar com os representantes de Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.   

Rodriguez chegou a postar uma foto no Twitter em que afirma que está "esperando pelos chanceleres" dos outros países.   

No entanto, quase ao mesmo tempo, o chanceler José Serra postou uma outra foto em que aparece ao lado dos outros três representantes em outra sala. Furiosa, Rodriguez deixou o local e improvisou um "comício" à frente do Palácio San Martin.   

"Há um golpe de Estado em curso no Mercosul. Se não deixarem a gente entrar pela porta, nós entraremos pela janela. Viemos para defender a dignidade de nosso povo", disse a representante de Caracas.   

Mesmo passando horas no local, Rodriguez não foi recebida pelos outros membros do Mercosul, que definiram que a Argentina assumirá a Presidência temporária do bloco, mesmo sem os venezuelanos terem exercido essa função. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos