Putin liderou pessoalmente apoio a Trump em eleições,diz EUA

NOVA YORK, 15 DEZ (ANSA) - Os serviços secretos dos Estados Unidos disseram ter provas de que o presidente russo, Vladimir Putin, envolveu-se pessoalmente em medidas para interferir nas eleições à Casa Branca. A informação foi divulgada pela emissora NBC, que citou fontes dos serviços secretos e diplomáticos que tiveram acesso à investigação, que acusa Putin de ter orientado, pessoalmente, como hacker informações do Partido Democrático e usá-las contra a candidata Hillary Clinton. A CIA já tinha dito que hackers russos teriam favorecido o republicano Donald Trump nas eleições de 8 de novembro, o que foi negado pelo magnata, que definiu a hipótese como "ridícula".   

A mesma palavra foi usada hoje pelo porta-voz de Moscou, Dmitry Peskov. "É um absurdo ridículo, não tem nenhum fundamento", afirmou. Durnate toda a campanha eleitoral de Trump, Putin sinalizou publicamente sua preferência por uma vitória do republicano. Os dois trocaram elogios e Trump prometeu melhorar as relações dos EUA com a Rússia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos