Por drone, Trump entra em mais uma polêmica com a China

ROMA, 18 DEZ (ANSA) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, causou mais uma polêmica com a China após postar uma mensagem em seu Twitter.   

"Nós deveríamos dizer a China que nós não queremos o drone roubado de volta. Fiquem com ele", escreveu o magnata.   

A fala refere-se ao fato dos norte-americanos terem conseguido negociar com os chineses a devolução de um drone do país que foi encontrado pela Marinha do país asiático.   

O ministro de Defesa, Yang Yujun, confirmou a intenção de devolução, e destacou que os militares ficaram com o equipamento "para impedir que ele representasse alguma ameaça à segurança da navegação de embarcações próximas e suas equipes". Yujun ainda confirmou que ele seria devolvido para os EUA.   

A captura do drone ocorreu na última quinta-feira (15), quando um navio chinês pegou o dispositivo que pertencia a embarcação oceanográfica USNS Bowditch.   

Nas últimas semanas, tem aumentado a tensão entre China e Estados Unidos por conta da expectativa de uma política agressiva por parte do republicano contra o gigante asiático. Antes mesmo de assumir a Casa Branca, o presidente eleito já falou por telefone com a líder de Taiwan, Tsai Ing-wen, e abriu uma crise diplomática com a China, que considera a ilha como uma parte "rebelde" de seu território. Além disso, Trump já deu indícios de que pretende abrir uma guerra comercial contra o país, a quem acusa de roubar empregos dos Estados Unidos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos