O que sabemos até agora sobre o ataque em Berlim?

SÃO PAULO, 20 DEZ (ANSA) - O ataque com um caminhão a um mercado de Natal na praça Breitscheidplatz na noite desta segunda-feira (19) em Berlim, na Alemanha, ainda apresenta muitas dúvidas sobre a dinâmica e as motivações que provocaram o "incidente".   

Nesta terça-feira (20), a chanceler Angela Merkel afirmou que tudo, até o momento, leva a "presumir de que se trata de um atentado terrorista". Apesar de um grupo iraquiano ter informado que os extremistas do Estado Islâmico (EI, ex-Isis) estariam por trás da ação, o ato não foi assumido por nenhum grupo ou facção.   

- Como aconteceu: O que se sabe até agora é que um caminhão de grande porte atingiu o mercado às 20h40 (17h40 no horário de Brasília), matando 12 pessoas e ferindo 48 - sendo que 18 estão em situação crítica. Segundo testemunhas entrevistadas pela mídia local, o veículo não desacelerou antes da colisão e estava a cerca de 60 km/h.   

O mercado de Natal é um dos mais tradicionais da Alemanha e fica em um quarteirão entre duas avenidas de médio porte. O acessos à veículos é livre e não há nenhum tipo de restrição ao tráfego no local.   

- O caminhão foi roubado? A teoria que os investigadores mais acreditam é de que o caminhão de grande porte tenha sido roubado durante a viagem.   

Sabe-se que a transportadora dona do veículo era da Polônia e que o motorista saiu da Itália com destino a Berlim para levar uma carga de aço. As primeiras informações apontam que ele descarregaria o material na manhã desta terça-feira.   

O dono da empresa de transporte, identificado como Ariel Z., informou que seu primo estava dirigindo o veículo e que ele tinha avisado que iria pernoitar na capital alemã antes de voltar para a sua cidade.   

Ariel ainda destacou que ele tinha 15 anos de experiência e que não teria cometido um acidente de trânsito do tipo e nem que ele seria capaz de realizar um atentado.   

Outro dado informado pela imprensa alemã é de que o aparelho de GPS do caminhão teve o trajeto alterado por diversas vezes.   

- Alguém foi detido? Horas após o "incidente" no mercado de Natal, a polícia de Berlim anunciou que um corpo sem vida foi encontrado no banco do passageiro e que um homem havia sido detido.   

Hoje, o ministro do Interior da Alemanha, Thomas de Maizière, confirmou a prisão de um homem de 23 anos que havia solicitado refúgio no país e que ele tem origem paquistanesa. O preso nega que tenha participação na ação.   

Além disso, o homem morto dentro do veículo foi atingido por tiros e teria nacionalidade polonesa, o que reforça a ideia de roubo do caminhão. E o corpo dele foi reconhecido pelo dono da empresa de transporte através de imagens enviadas pelas autoridades.   

No entanto, o procurador federal Peter Frank informou que o homem preso ontem "pode não ser o responsável pela ação", mas ressaltou que o estilo do ataque "sugere o terrorismo islâmico".   

A mesma informação foi dada pelo chefe de Polícia de Berlim, Klaus Kandt, que ressaltou que "segundo minhas informações, não está certo de que se trate do verdadeiro condutor do caminhão".   

- Há alguma ligação com os outros atentados ocorridos na Europa? Ainda não está claro se o ataque ao mercado de Natal tem relação com o atentado ocorrido em Nice, na França, no dia 14 de julho, e que deixou 85 mortos.   

Naquele mês, um tunisiano invadiu uma avenida fechada para as comemorações da queda da Bastilha e, após atropelar diversas pessoas, desceu da cabine e disparou contra a multidão. A ação foi reivindicada pelo Estado Islâmico.   

Desde outubro, a Polícia da Alemanha como da França, vem reforçando a segurança e efetuando prisões que miravam ataques em mercados de Natal dos dois países.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos