Venezuela ordena embargo milionário a banco privado

CARACAS, 20 DEZ (ANSA) - O Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) da Venezuela ordenou nesta terça-feira (20) um embargo milionário contra o Banesco Banco Universal, uma das maiores instituições financeiras do país.   

Segundo a decisão judicial, o Banesco precisará devolver pouco mais de US$ 7,7 milhões ao fisco venezuelano. A sentença é referente a um processo por "não cumprimento do contrato de mandato e indenização por danos e prejuízos" iniciado pelo prefeito-procurador do município de San Francisco, no estado de Zulia.   

Quase imediatamente, o banco informou através de sua conta no Twitter que "acatará como sempre as decisões das autoridades judiciais". "Procederemos para cancelar imediatamente o montante estabelecido pelas autoridades", acrescentou a empresa.   

A divulgação da ordem judicial gerou preocupação entre os venezuelanos que já enfrentam um difícil panorama monetário ante a escassez de dinheiro por causa das mudanças nas cédulas em circulação na Venezuela e a posterior extensão da circulação da cédula de 100 bolívares até o dia 2 de janeiro.   

A mudança nos valores causou uma onda de saques em diversos estabelecimentos comerciais e muitos protestos contra o presidente Nicolás Maduro. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos