Alemanha procura autor de atentado entre feridos em Berlim

BERLIM, 21 DEZ (ANSA) - As autoridades da Alemanha soltaram, por falta de provas, o jovem paquistanês que era o principal suspeito de participação no atentado contra um mercado de Natal de Berlim que deixou 12 mortos na noite de segunda-feira (19).   

O grupo extremista Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque, realizado com um caminhão que foi jogado contra o público e feriu outras 48 pessoas. O paquistanês que tinha sido preso pela polícia alemã tem 23 anos, chegou ao país em dezembro do ano passado e havia solicitado asilo como refugiado. O jovem, porém, nega a autoria do crime. O caminhão que foi usado no atentado tinha registro polonês e pertencia a uma empresa de transportes. O proprietário da empresa, Ariel Z., informou que seu primo, um polonês, estava dirigindo o veículo e que, com 15 anos de experiência, não tem o perfil de pessoa que cometeria um ataque deste tipo. O homem foi encontrado morto no banco de passageiros do caminhão, com marcas de tiros. De acordo com a polícia, as evidências sugerem que o caminhão foi roubado e que o polonês "lutou até o fim" para evitar o atentado. A polícia da Alemanha, agora, tenta encontrar possíveis suspeitos em meio aos feridos que estão internados nos hospitais de Berlim. Os investigadores já receberam mais de 500 informações de cidadãos que testemunharam o atentado. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos