Relembre as 20 notícias que chocaram o mundo em 2016 (1)

ROMA, 30 DEZ (ANSA) - O ano de 2016 foi repleto de notícias marcantes, com a morte de grandes artistas, políticos e esportistas, a vitória do magnata republicano Donald Trump na Presidência dos Estados Unidos, a saída do Reino Unido da União Europeia, os terremotos que atingiram o centro da Itália e vários atentados terroristas.   

Por isso para terminar o ano bem informado, relembre as 20 notícias mais marcantes de 2016: Morte de David Bowie - O ano de 2016 começou com a dramática e inesperada morte do cantor britânico David Bowie no dia 10 de janeiro devido a um câncer. O "Camaleão do Rock" faleceu apenas dois dias depois de ter completado 69 anos e de ter lançado o seu último álbum, "Blackstar".   

A morte de um dos cantores mais famosos e amados do mundo foi, infelizmente, apenas a primeira que o mundo da música sofreu neste ano. Grandes músicos como Prince, Mauricio White, Naná Vasconcelos, Frank Sinatra Jr., Cauby Peixoto, Leonard Cohen e George Michael também deixaram os holofotes.   

A morte de Umberto Eco - No dia 19 de fevereiro de 2016, morreu, aos 84 anos, Umberto Eco, grande escritor, semiólogo e filólogo italiano reconhecido em todo o mundo. O intelectual, que ganhou fama principalmente pelos livros "O Nome da Rosa" e "O Pêndulo de Focault", faleceu em sua casa, em Milão, depois de passar dias com sua saúde debilitada devido a um tumor maligno no pâncreas encontrado há cerca de 2 anos.   

Eco não foi o único grande italiano que acabou morrendo neste ano. Junto a ele, partiram deste mundo grandes nomes, como o cineasta Ettore Scola, o ator Franco Citti, os políticos Marco Panella e Umberto Veronesi, o ex-presidente italiano Carlo Azeglio Ciampi, e o dramaturgo e escritor Dario Fo. A vitória do Oscar por Leonardo DiCaprio - Até este ano, o ator norte-americano Leonardo DiCaprio era alvo de piadas e "memes" por nunca ter conseguido ganhar um Oscar mesmo tendo sido indicado várias vezes. No entanto, na cerimônia da premiação deste ano, que aconteceu na noite de 28 de fevereiro, o artista e ativista conseguiu levar para casa a estatueta de Melhor Ator pelo filme "O Regresso".   

A premiação também contou com a vitória de "Spotlight: Segredos Revelados" como Melhor Filme, da atriz Brie Larson na categoria Melhor Atriz por seu papel em "O Quarto de Jack", do cineasta mexicano Alejandro Iñárritu como Melhor Diretor por "O Regresso" e do compositor italiano Ennio Morricone pela trilha-sonora de "Os 8 Odiados".   

A morte de Muhammad Ali - Além dos falecimentos no mundo da música, o esporte também sofreu a perda de grandes ícones. Uma das mortes mais marcantes foi, sem dúvida, a do pugilista Muhammad Ali, um dos maiores boxeadores de todos os tempos. Aos 74 anos, o norte-americano faleceu após um grande tempo internado e após ser personagem de muitas notícias e polêmicas políticas, sociais e raciais.   

A vitória do M5S em Roma - O ano de 2016 também foi o do crescimento político do Movimento 5 Estrelas (M5S) da Itália.   

Com as eleições municipais de 5 de junho, grandes cidades, como Roma e Turim, tiveram suas prefeituras ocupadas por candidatos do partido.   

No entanto, especificamente na capital italiana, a vitória de Virginia Raggi, a primeira mulher a comandar o município, gerou várias polêmicas envolvendo a desistência de Roma da candidatura aos Jogos Olímpicos de 2024 e a demissão de vários assessores da política.   

A vitória de Portugal na Eurocopa 2016 - No campeonato de 2016 da Eurocopa, a Itália do técnico Antonio Conte não conseguiu passar das quartas de final, resultado já esperado, mas, mesmo assim, decepcionante para os italianos. No entanto, no dia 10 de julho, Portugal venceu pela primeira vez uma Euro, deixando a França, país que estava sediando a competição, em segundo lugar.   

A vitória do Brexit - No dia 23 de junho, os britânicos votaram para saber se o Reino Unido sairia ou não da União Europeia. A resposta positiva ao Brexit do referendo chocou todo o mundo e até mesmo alguns ingleses e escoceses que não acreditavam que o "sim" iria ganhar.   

Com a decisão, o Reino Unido agora tem dois anos para dar início formalmente ao processo de saída do país do bloco. Para isso, a premier britânica, Theresa May, que assumiu o cargo após o ex-primeiro-ministro David Cameron ter renunciado, deverá acionar o artigo 50 do Tratado de Lisboa, o que deve acontecer a partir de março de 2017. O atentado de Nice - Na noite do dia 14 de julho, quando é comemorado o feriado nacional na França da queda da Bastilha, um jihadista abriu fogo contra a população que comemorava a data em Nice após ter atropelado parte da multidão com um caminhão em alta velocidade. O atentado matou 86 pessoas, causou centenas de feridos e foi reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI, ex-Isis).   

O Impeachment de Dilma Rousseff - O ano de 2016 começou com uma grave crise econômica e política no Brasil. A primeira influenciou na segunda que acabou no processo de impeachment da agora ex-presidente Dilma Rousseff.   

No dia 31 de agosto, com 60 votos a favor, 20 contra e nenhuma abstenção, a ex-mandatária foi condenada pelo Senado Federal por ter violado as leis fiscais com as chamadas "pedaladas" e por ter emitido decretos de suplementação orçamentária sem autorização do Congresso.   

Quem assumiu a Presidência foi Michel Temer, o vice na época. Em poucos meses de mandato, o político se envolveu com polêmicas, com a demissão de ministros e teve seu nome citado diversas vezes em citação de delação premiada de caso da construtora Odebrecht. (CONTINUA)(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos