Roma terá atiradores de elite na noite de Ano Novo

ROMA, 30 DEZ (ANSA) - Possíveis alvos de terroristas, o Coliseu e o Circo Máximo, no centro histórico de Roma, terão um esquema de vigilância especial na noite de Réveillon.   

O acesso à região será feito por cinco entradas, todas protegidas pelas forças de segurança, já que ela receberá milhares de pessoas para a tradicional celebração de Ano Novo no Circo Máximo, antiga arena do Império Romano que fica a poucos metros do Coliseu.   

No fim de 2015, o Estado Islâmico divulgou um vídeo que mostrava tanques de guerra avançando contra o Anfiteatro Flaviano, que teve sua proteção aumentada nos últimos meses por conta dos recentes atentados na Europa.   

No entanto, o plano de Roma para o Réveillon também inclui segurança reforçada nas principais praças da capital, como Navona, Venezia, Di Spagna, Del Popolo e Campo de' Fiori, além da Fontana di Trevi. Já no Vaticano, será adotado o mesmo esquema que vigorou durante o Jubileu da Misericórdia, encerrado em 20 de novembro.   

A "cidade eterna" ainda contará com atiradores de elite, patrulhas a cavalo, policiais de bicicleta para garantir a segurança nas zonas fechadas ao tráfego e detectores de metal.   

Outras metrópoles da Itália, como Milão, Gênova e Palermo, também montaram esquemas reforçados para o Ano Novo.   

O temor quanto a possíveis ataques na Itália aumentou após um terrorista matar 12 pessoas com um caminhão em um mercado de Natal em Berlim, capital da Alemanha. O país é o único grande da Europa Ocidental que não sofreu ataques jihadistas nos últimos anos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos