Chavismo perde força política na Venezuela, aponta pesquisa

SÃO PAULO, 3 JAN (ANSA) - Após 18 anos no poder na Venezuela, o chavismo não é mais a principal força política do país sul-americano. É o que indica uma pesquisa realizada pela consultoria venezuelana Datanálisis, uma das maiores da nação.   

De acordo com o diretor da companhia, José Gil Yepez, o Partido Socialista Unido da Venezuela (Psuv), principal legada chavista do país, não é mais a "principal sigla do país", tendo perdido espaço na última década para os "opositores" e para os "independentes", pessoas que não se identificam com nenhuma das duas vertentes políticas.   

"Os independentes se encontram em 45% [dos votos], enquanto os opositores estão com cerca de 27% e o PSUV soma apenas 18%", afirmou Yepez em uma entrevista para a emissora de rádio venezuelana"Unión".   

De acordo com a pesquisa, com o ex-presidente Hugo Chávez (1999 - 2013), a legenda chavista tinha 40% da identificação partidária. Já com o seu sucessor, Nicolás Maduro, que enfrenta uma grave crise econômica e política, essa taxa "caiu para menos da metade", disse Yepez.   

O venezuelano ainda disse que o número de "independentes" tem crescido no país e que essas pessoas "querem o diáologo e a paz, estão fartos do conflito entre o governo e a oposição, para essa gente, sentar na mesa de diálogo era uma oportunidade positiva".   

Além disso, Yepez também disse que 47% da população que foi consultada na pesquisa se considera oposição, 33% dela, "independente" e 20% dela, chavista. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos