Mulher pode ficar cega após ataque com ácido na Itália

RIMINI, 11 JAN (ANSA) - Uma mulher de 28 anos foi internada em estado gravíssimo em um hospital de Cesena, no leste da Itália, na noite da última terça-feira (10), após ter sofrido um ataque com ácido do ex-namorado.   

O agressor, um cidadão originário de Cabo Verde, na África, foi detido pela polícia. Em agosto passado, ele já havia sido denunciado por maus-tratos. A vítima teve queimaduras profundas no rosto, principalmente na região dos olhos, e corre o risco de perder a vista.   

O crime remete ao caso envolvendo Lucia Annibali, mulher que teve o rosto desfigurado por um ataque com ácido ordenado por seu ex-namorado Luca Varani, condenado a 20 anos de prisão em maio passado.   

A agressão ocorreu em abril de 2013, na cidade de Pesaro, também no leste da Itália, e foi executada por dois cidadãos albaneses que tinham sido contratados por Varani para atacar Annibali.   

A mulher havia terminado meses antes sua relação com o companheiro, após ter descoberto que ele tinha um caso e esperava um filho de outra. Os dois albaneses, Altistin Precetaj e Rubin Talaban, foram sentenciados a 12 anos de cadeia.   

A violência de gênero é um dos problemas mais graves enfrentados pela sociedade italiana atualmente. Apenas em 2016, mais de 50 mulheres morreram devido à ação de parentes, conhecidos ou companheiros, incluindo uma menina de três anos e uma senhora de 80. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos