Milão recebe mostra do artista mais velho da Itália

MILÃO, 12 JAN (ANSA) - Aos 106 anos, o crítico de arte, pintor e filósofo italiano Gillo Dorfles vai expor uma série das suas obras mais recentes no museu de arte "Triennale di Milano", em Milão, na Itália.   


A mostra, inspirada no esoterismo e na psicanálise de Carl Gustav Jung, será inaugurada nesta sexta-feira (13) e ficará em cartaz até 5 de fevereiro.   


A exposição foi batizada de "Vitriol", que trata-se de uma palavra formada pelas iniciais da frase em latim esotérica "Visita Interiora Terrae Rectificando Invenies Occultum Lapidem" ("Visita no interior da Terra com sucessivas purificações encontradas na pedra escondida"), e significa uma espécie de pedra filosofal, capaz de transformar todos os metais tocados em ouro.   


De acordo com o filósofo austríaco Rudolf Steiner, Dorfles sintetiza nos desenhos "a existência de um corpo esotérico, diferente do físico, mas que ainda não tenha alcançado a espiritualidade plena".   


Seus desenhos são repletos de personagens com corpos monstruosos e olhos hipnóticos. "Este corpo esotérico está sempre ao nosso redor enquanto não podemos defini-lo com um método racional". Nascido em 12 de abril de 1910, Dorfles é certamente o artista mais velho ativo do mundo inteiro na atualidade. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos