Na contramão, Nicole Kidman pede apoio a Trump

NOVA YORK, 13 JAN (ANSA) - Diferentemente de outras estrelas de Hollywood, a atriz Nicole Kidman demonstrou apoio ao presidente eleito, o republicano Donald Trump, e pediu reforço aos norte-americanos. Durante entrevista à BBC, a atriz, que promovia seu novo filme "Lion", disse que a população devia apoiar o magnata, uma vez que ele foi eleito pelo país para governar a casa Branca.   

"O que tenho a dizer é que, agora ele foi eleito, e nós, como país, temos que apoiar quem quer que seja o presidente, porque é assim que um país cria sua base", afirmou Kidman.   

A artista de 49 anos, que tem dupla nacionalidade - dos EUA e da Austrália - também pediu para os norte-americanos deixarem de lado a controvérsia em torno das eleições e acreditarem no republicano.   

"Normalmente resisto a comentar sobre política, seja nos Estados Unidos ou na Austrália, onde nasci. Hoje posso dizer que estou comprometida com uma causa, que é a luta feminista".   

Outras estrelas como Emma Stone, Natalie Portman, Matthew McConaughey, Andrew Garfield, Felicity Jones, Dakota Fanning, Amy Adams, Chris Pine, Hailee Steinfeld, Taraji P. Henson, Michelle Williams, Greta Gerwig e Mahershala Ali também demonstraram apoio a Trump, que tomará posse da maior potência mundial em 20 de janeiro.   

No entanto, os astros Robert De Niro e Meryl Streep foram enfáticos ao reprovarem o republicano. Durante a entrega do prêmio Globo de Ouro, Streep aumentou o tom e teceu críticas à política norte-americana, principalmente ao magnata e suas promessas durante sua campanha eleitoral, mas sem citar o nome do presidente eleito. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos