Itália candidata zona do Prosecco a Patrimônio da Unesco

ROMA, 26 JAN (ANSA) - Com uma decisão unânime, a Comissão Nacional da Itália para a Unesco decidiu candidatar as colinas produtoras de Prosecco, um dos espumantes mais famosos do país, a Patrimônio Mundial da entidade.   


A área de origem da bebida fica na região do Vêneto, no nordeste da Itália, mais especificamente entre as cidades de Conegliano e Valdobbiadene. Na última quarta-feira (25), o ministro de Políticas Agrícolas Maurizio Martina já havia assinado o dossiê da candidatura, que só precisava do aval da Comissão Nacional para ser confirmada.   


O objetivo é tornar a zona produtora de Prosecco um Patrimônio Mundial até 2018, concluindo um processo iniciado em 2009.   


Atualmente, apenas nove paisagens vitivinícolas estão entre as 1.052 tombadas pela Unesco.   


"Com essa candidatura, queremos afirmar o grande valor cultural e ambiental da nossa agricultura, principalmente nos territórios excepcionais, como as colinas de Conegliano e Valdobbiadene", declarou Martina.   


A Itália é o país com o maior número de Patrimônios Mundiais tombados pela Unesco, uma lista que inclui os centros históricos de Roma, Florença, Nápoles e Siena, a Lagoa de Veneza, a Costa Amalfitana, a cidade de Verona e o Monte Etna, entre outros.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos