Justiça dos EUA arquiva inquérito contra Lapo Elkann

NOVA YORK, 26 JAN (ANSA) - A Procuradoria de Nova York, nos Estados Unidos, decidiu arquivar uma investigação contra o herdeiro da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) Lapo Elkann por supostamente ter simulado seu próprio sequestro.   

O empresário arriscava pegar de dois a 10 anos de prisão, mas um funcionário do Tribunal Penal de Manhattan confirmou à ANSA que as acusações "caíram". Elkann era suspeito de ter inventado o próprio rapto para conseguir US$ 10 mil da família, após ter gastado seu dinheiro com drogas, álcool e acompanhantes.   

A suposta fraude teria sido descoberta após parentes do herdeiro da FCA procurarem a polícia dos EUA e simularem um resgate.   

Elkann chegou até a ser detido em Nova York por conta do episódio.   

"Essa decisão reforça o sentimento de confiança que sempre tive em relação à Justiça americana. Passei por um momento difícil", disse o empresário, também agradecendo a sua família pelo apoio.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos