PUBLICIDADE
Topo

Manor encerra atividades e Felipe Nasr está fora da F1

27/01/2017 13h33

SÃO PAULO, 27 JAN (ANSA) - A novata equipe Manor anunciou que encerrou suas atividades na Fórmula 1 nesta sexta-feira (27) após não conseguir um investidor para salvar as suas dúvidas.   


Mesmo tendo decretado falência e nomeado uma empresa para buscar um novo investidor, a equipe não obteve sucesso e decidiu fechar as portas. Segundo o jornalista da "BBC", Andrew Benson, que antecipou a notícia, os 212 funcionários foram demitidos nesta sexta.   


Com isso, o brasileiro Felipe Nasr, que estava sem equipe desde que não renovou com a Sauber, está fora da categoria mais famosa do automobilismo, já que a Manor era a única que ainda tinha vagas disponíveis para o grid.   


Para este ano, o Brasil será representado apenas por Felipe Massa, que deixou a aposentadoria para voltar para a Williams após a saída de Valtteri Bottas para a Mercedes.   


A Manor Racing adotou esse nome no ano passado, após ter competido durante 2015 com o nome "Manor Marussia F1 Team". A equipe entrou na F1 em 2010 como "Virgin Racing", tendo mudado para "Marussia F1 Team" em 2012. Desde que entrou no caríssimo mundo da F1, a empresa sofreu para se manter no grid.   


Os pilotos da Manor na temporada passada tiveram destinos diferente: enquanto Pascal Werhlein foi para a Sauber, na vaga de Nasr, Esteban Ocon ficou sem equipe para correr em 2017.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.