Emma Watson perdeu papel em 'La La Land' por ser exigente

NOVA YORK, 31 JAN (ANSA) - Os atores Emma Watson e Miles Teller seriam os protagonistas do filme "La La Land: Cantando estações", mas não participaram do longa por fazer "exigências" demais, revelaram diversos sites e jornais norte-americanos, incluindo o "New York Post".   


Segundo a mídia norte-americana, Watson "primeiro não se decidia e logo começou a fazer todo tipo de pedidos, como solicitar que os ensaios para o filme fossem feitos em Londres". O roteiro do longa se passa em Los Angeles e é uma forma de também homenagear a cidade norte-americana.   


De acordo com uma fonte que pediu para não ser identificada, a atriz "não sentia que o filme era o caminho correto para sua carreira".   


Já outras fontes afirmam que Watson estava muito focada em seu trabalho no filme da Disney, "A Bela e a Fera", e que por isso optou por ficar apenas com esse foco.   


Por sua vez, Teller exigiu um cachê de US$ 6 milhões para participar da obra, mas a contraproposta de US$ 4 milhões fez com que ele desistisse de participar. O ator já havia trabalhado com o diretor de "La La Land", Damien Chazelle, em "Whiplash: Em Busca de Perfeição" e por isso foi a primeira opção para o papel principal masculino.   


Com as duas recusas, a produção então procurou a atriz Emma Stone e, com ela já aceitando o papel, Ryan Gosling se uniu ao filme formando uma das duplas de maior sucesso no cinema.   


Após o estrondoso sucesso em premiações ao redor do mundo - incluindo sete Globos de Ouro e 14 indicações para o Oscar -, os dois astros "estariam furiosos com seus agentes" por terem ficado de fora do filme. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos