Papa receberá membros de movimento social fundado no Brasil

CIDADE DO VATICANO, 31 JAN (ANSA) - No próximo sábado (4), o papa Francisco se encontrará com mais de 1 mil representantes da chamada "economia da comunhão" (EdC), modelo de negócios que prega o fim das injustiças sociais.   

A reunião acontecerá no auditório Paulo VI, no Vaticano, ainda sob o impacto do relatório da ONG Oxfam que apontou que apenas oito pessoas possuem a mesma riqueza que a metade mais pobre da população mundial.   

A EdC surgiu no início dos anos 1990, fundada pela italiana Chiara Lubich, para reagir à miséria nas favelas de São Paulo, maior cidade do Brasil. Em maio de 1991, Lubich convidou empreendedores a criarem empresas que, seguindo as regras de mercado, servissem ao bem comum nas comunidades da capital paulista.   

O encontro com o Papa reunirá pessoas de países dos cinco continentes, inclusive do Brasil. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos