Morre socorrista que atuou em avalanche no centro da Itália

PIANELLA, 31 JAN (ANSA) - Menos de uma semana depois do fim das operações de socorro no hotel Rigopiano, no centro da Itália, um dos socorristas que atuaram nos trabalhos de resgate após a tragédia, Andrea Pietrolungo, de 39 anos, morreu devido a um infarto.   

O falecimento pegou de surpresa seus colegas do socorro alpino de Abruzzo, região onde ficava o Rigopiano, já que Pietrolungo participou ativamente de operações na neve nos últimos dias.   

Apenas no hotel, destruído por uma avalanche em 18 de janeiro, a busca por corpos e sobreviventes durou uma semana.   

Bastante conhecido no ambiente das equipes de resgate, Pietrolungo também dirigia uma escola de espeleologia, ciência que estuda a formação de grutas e cavernas. Recentemente, ele esteve no funeral dos colegas que morreram na queda de um helicóptero que havia sido destacado para socorrer um esquiador nos Apeninos de Abruzzo. A tragédia deixou seis mortos.   

A avalanche sobre o hotel Rigopiano foi provavelmente provocada pela onda de terremotos que sacudiu o centro da Itália no dia 18 de janeiro e matou 29 pessoas. Outras 11 sobreviveram ao deslizamento de neve. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos