Nigeriano molesta funcionária de centro migratório na Itália

GIUGLIANO, 1 FEV (ANSA) - O nigeriano Jude Eboh, 25 anos, será expulso da Itália após ser preso por molestar sexualmente uma funcionária do centro de acolhimento de imigrantes na periferia de Nápoles, anunciou a delegacia de polícia da cidade italiana nesta quarta-feira (1).   

Eboh, que terá sua expulsão acompanhada por um representante de seu país, está no presídio de Poggioreale aguardando os trâmites legais das autoridades judiciárias para proceder com a expulsão.   

O nigeriano foi denunciado por uma funcionária do centro, que percebeu a ação do homem. Segundo depoimento da vítima, ele a empurrou até uma sala local, trancou a porta e ficou nu perante ela.   

Nesse momento, a outra trabalhadora do centro de imigrantes bateu na porta e ele obrigou sua vítima a atender a colega e mandá-la embora. No entanto, a mulher percebeu que algo estava errado e chamou a polícia. Os policiais prenderam Eboh em flagrante.   

O presidente da comunidade nigeriana na Campânia, Mike Omeliko, divulgou uma nota em que "estigmatiza e condena o comportamento de nosso cidadão".   

Segundo Omeliko, a maior parte dos nigerianos que chegam à Itália tem "apenas como objetivo trabalhar em respeito às leis deste país que nos abriga e estamos fazendo várias iniciativas de útil integração, especialmente, em Nápoles e na Campânia", acrescentou.   

Os nigerianos representam a maior comunidade estrangeira que chegou à Itália nos últimos anos através das rotas marítimas no Mar Mediterrâneo. Só no ano passado, foram mais de 100 mil pedidos de asilo de pessoas provenientes da Nigéria. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos