Após protestos, Romênia desiste de descriminalizar corrupção

BUCARESTE, 4 FEV (ANSA) - Os protestos da última semana deram resultado na Romênia. O governo decidiu revogar o decreto que descriminalizava casos pequenos de corrupção e crimes de abuso de poder em cargos públicos. Em um discurso televisionado, o primeiro-ministro Sorin Grindeanu anunciou a revogação da medida, que descriminalizava casos de corrupção de até 44 mil euros. Dezenas de políticos acusados de corrupção poderiam se beneficiar com o decreto, incluindo o presidente do Partido Social Democrata (PSD), Liviu Dragnea, já condenado.   

"Não podemos dividir a Romênia. Ela não pode se dividir em duas.   

Meu último desejo é testemunhar isso", declarou o premier. Milhares de manifestantes saíram às ruas de Bucareste e outras cidades de país por cinco dias seguidos, nos maiores protestos desde o fim do comunismo. O decreto tinha sido aprovado pelo governo na terça-feira passada (31), sem passar pelo Parlamento. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos