Cartolas da Juve podem ser ouvidos por Comissão Antimáfia

ROMA, 07 ANSA (ANSA) - A Comissão Parlamentar Antimáfia da Itália realizou nesta terça-feira (7) uma sessão para discutir o caso que apura um suposto envolvimento da Juventus com a 'ndrangheta, grupo mafioso originário da Calábria, no sul do país.   


A reunião contou com a presença dos procuradores de Turim Monica Abbatecola e Paolo Toso, responsáveis pelo inquérito "Alto Piemonte", que investiga os tentáculos da máfia calabresa no norte italiano.   


Alguns grupos ligados à 'ndrangheta teriam se infiltrado na torcida organizada da Juventus para ter acesso a cartolas do clube, com o objetivo de obter ingressos para revenda. No entanto, nenhum dirigente da Velha Senhora foi formalmente acusado ou investigado.   


"Segundo a Procuradoria de Turim, a Juventus não é parte lesada, mas também não participa do crime: em resumo, está em uma grande zona cinzenta que a Comissão Antimáfia tem o dever de investigar, até para propor soluções normativas", declarou o deputado Marco Di Lello, integrante do comitê.   


Segundo ele, a comissão ainda avalia a hipótese de ouvir cartolas da Juve. "Considero a Juventus um patrimônio nacional, até por isso queremos evitar instrumentalizações e polêmicas.   


Temos o dever de fazer com que essa zona opaca se torne o mais branca possível. Fazendo uma brincadeira: branca ou preta, mas nunca cinza", acrescentou Di Lello, em referência às cores do clube.   


O caso ainda corre na esfera desportiva e é alvo de um inquérito da Procuradoria da Federação Italiana de Futebol (Fgic). De acordo com o jornal "Il Fatto Quotidiano", um documento assinado pelo promotor Giuseppe Pecoraro diz que o presidente bianconero, Andrea Agnelli, autorizou funcionários a manterem contato com torcedores organizados para "garantir a ordem" nos setores ocupados pelos "ultras" no Juventus Stadium. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos