ONU condena aprovação de lei de assentamentos por Israel

NOVA YORK E BRUXELAS, 7 FEV (ANSA) - A Organização das Nações Unidas e a União Europeia condenaram a aprovação nesta terça-feira (7) da controversa lei que regulariza os assentamentos em terrenos palestinos privados na Cisjordânia pelo Parlamento de Israel.   

"Este desenho de lei é uma violação do direito internacional e terá consequências legais de vastas proporções para Israel", afirmou o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric.   

Segundo ele, o secretário-geral da instituição, Antonio Guterres, "insiste na necessidade de evitar qualquer ação que possa piorar a situação dos dois Estados e relembra que as questões fundamentais devem ser resolvidas entre as partes através de negociações diretas". Já a alta representante para Política Externa da União Europeia, Federica Mogherini, disse que o bloco "condena a recente aprovação da 'lei da regulamentação' pelo Knesset [Parlamento]".   

A italiana também afirmou que a decisão "ultrapassa um novo e perigoso limiar, legalizando na constituição israelense o 'roubo' do direito à propriedade dos palestinos nos territórios ocupados". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos