Roma e autoridades tentam resolver impasse sobre estádio

ROMA, 7 FEV (ANSA) - Representantes da Prefeitura de Roma e do clube homônimo reuniram-se nesta terça-feira (7) na sede do governo para debater a construção do estádio da equipe italiana.   


Na semana passada, as autoridades deram um parecer desfavorável à obra, alegando "criticidades" na questão de arquibancadas e mobilidade ao redor do local.   


"Foi um encontro positivo e construtivo. Registramos satisfação porque hoje foi dado um passo adiante no percurso iniciado nestas últimas semanaspara uma revisão final do projeto", informou em nota a Prefeitura.   


Segundo o comunicado, essa fase de análises deve durar até o dia 3 de março e já a partir de quinta-feira (9) serão iniciados "os debates técnicos".   


O estádio da Roma, que deve ser inaugurado em 2019, havia conseguido todas as liberações necessárias até chegar à Prefeitura da capital, que não aprovou o projeto. Por causa disso, durante o fim de semana, o técnico da Roma, Luciano Spalletti, protestou durante uma transmissão de TV sobre a demora - algo que foi apoiado publicamente pelo ídolo romanista Francesco Totti.   


Sobre os protestos, o vice-prefeito Luca Bergamo afirmou que "não fará polêmica" sobre o caso, mas que "é preciso trabalhar sério sobre as coisas". "Não somos uma administração do 'não', mas uma administração que enfrenta as coisas seriamente", disse Bergamo rebatendo as acusações contra o governo de Virginia Raggi. A líder da capital, e seu partido Movimento Cinco Estrelas (M5S), foram responsáveis pela desistência de Roma a ser sede dos Jogos Olímpicos de 2024. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos