Itália quer rota ciclística em terras tombadas pela Unesco

ASTI, 8 FEV (ANSA) - A Itália estuda criar a ciclovia "Terras da Unesco", que passará por locais reconhecidos como Patrimônios da Humanidade da agência das Nações Unidas. Um estudo de viabilidade do projeto foi apresentado nesta semana pelo presidente da província de Asti, Marco Gabusi.   


Com 240 quilômetros, a rota passará por 38 cidades nas províncias de Asti, Alessandria e Cúneo, que ficam no norte da Itália, na província de Piemonte, atravessando as paisagens vitivinícolas de Langhe e Roero e Monferrato, ambas Patrimônio Unesco desde 2014.   


Os cerca de 10,7 mil hectares de terreno tombados pela agência da ONU incluem 29 cidades e três províncias. Em nota, na época do anúncio, a Unesco informou que "as paisagens de Langhe e Roero e Monferrato são um excepcional testemunho vivo da tradição histórica do cultivo de vinho, dos processos de vinificação, de um contexto social e rural e de um tecido econômico baseado na cultura do vinho".   


A ciclovia ligará os territórios de Asti com áreas de Langhe e Roero e as do Alto e Baixo Monferrato, desenvolvendo-se ao longo de caminhos principais em Castagnito-Castelnuovo Belbo, Alba-Asti, Asti-Casale Monferrato e Asti Alessandria.   


O investimento para a obra é estimado em 21 milhões de euros, informou Gabusi. "É uma cifra alta, mas sustentável por poder ser subdividida entre as comunas e as províncias envolvidas e que poderia trazer uma forte arrecadação de benefícios econômicos", acrescentou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos