Rival de Putin é condenado e impedido de disputar eleições

SÃO PAULO, 8 FEV (ANSA) - Alexei Navalny, o principal opositor do presidente da Rússia, Vladimir Putin, foi considerado culpado nesta quarta-feira (8) por um desfalque financeiro em uma empresa e afastado da política.   

Ele foi punido com uma pena suspensa de cinco anos de prisão.   

Além do opositor, que sempre se declarou inocente e vítima de perseguição política, a empresa madeireira Kirovles foi condenada a uma multa de 500 mil rublos (cerca de R$ 8,5 mil).   

O julgamento feito pelo tribunal da província de Kirov é o segundo sobre o caso, já que no ano passado, o Supremo da Rússia anulou a audiência por considerar que houve falhas no processo.   

Navalny, 40 anos, é conhecido por fazer campanhas contra a corrupção do governo russo e tinha anunciado recentemente que faria campanha para concorrer à Presidência no ano que vem.   

Pela Constituição, Putin tem o direito de concorrer a um segundo mandato de seis anos e o rival seria o principal opositor ao mandatário.   

Na política, ele já concorreu à Prefeitura de Moscou em 2013.   

Apesar da derrota, ele surpreendeu por conquistar cerca de 25% dos votos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos